sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Palavras e Ondas (1 de janeiro)

0 comentários
No 1º Palavras e Ondas de 2011, uma entrevista especial com a professora Rosane Vontobel.

Sintonize 87,9, rádio Central FM, a partir das 14h.

Você poderá ouvir o programa pela internet, clicando AQUI.

Tudo pode dar certo

0 comentários


__________
Quer sugerir algum filme? Envie um e-mail para:
casadopoeta.stgo@gmail.com.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Querido John (Nicholas Sparks)

0 comentários

Quando Savannah Lynn Curtis entra em sua vida, John Tyree sabe que esta pronto para começar de novo. Ele, um jovem rebelde, se alista no exército logo após terminar a escola, sem saber o que faria de sua vida. Então, durante sua licença, ele conhece Savannah, a garota de seus sonhos. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah jure esperá-lo concluir seus deveres militares. Mas ninguém pôde prever que os atentados de 11 de Setembro pudessem mudar o mundo todo. E como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu amor por Savannah e seu país. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, John descobre como o amor pode transformar as pessoas de uma forma que jamais poderia imaginar.


__________
Toda semana uma dica de livro para você.
Para sugerir algum título, envie um e-mail para:

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Eu te proponho

0 comentários
Vivermos o agora, eu te proponho.
O futuro é um tempo incerto,
O presente está sempre por perto,
Do passado já morreu o sonho.

Enquanto houver tempo, te proponho,
Sejamos apaixonados amantes.
O hoje será bem melhor, eu suponho
Do que será amanhã ou do que foi antes.

Sejamos confiantes, eu te proponho,
Enquanto aguardamos o porvir
Vivamos no presente nosso sonho!

Deixemos que morra o passado,
Não pensemos no que há de vir.
Só o presente deve ser abraçado!

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

O jornal Diario de Los Poetas - de Buenos Aires

0 comentários
O Jornal DIARIO DE LOS POETAS, de Buenos Aires, publicará poesias de 18 (dezoito) autores santiaguenses e 18 (dezoito) autores argentinos. Entre os escritores estão: Lígia Rosso, Camila Jornada, Ilma Bernardi, Fernando Almeida, Auri Sudati entre outros.

A edição do Jornal será lançada no II Fórum Latino Americano de Literatura / IV Encontro de Escritores do MERCOSUL e contará com a presença de EDUARDO JOPIA, editor-chefe do jornal Diario de los Poetas e professor da Universidade de Buenos Aires (UBA). Ele será um dos palestrantes do evento.

Revista de Buenos Aires participará do Fórum de Literatura / Encontro de Escritores do MERCOSUL

0 comentários

Os editores da Revista Lamás Médula demonstraram o interesse em participar do Fórum de Literatura / Encontro de Escritores do MERCOSUL.
A atividade ocorrerá em Santiago, RS, nos dias 14 a 16 de janeiro de 2010 por apenas R$ 20,00 (vinte reais), pois não possui fins lucrativos. As VAGAS são LIMITADAS e já temos vários inscritos, principalmente de fora de Santiago. Para maiores informações clique aqui.

A seguir, temos o texto da revista:

Lamás Médula es una revista digital que se puede leer, oír y ver en www.revistalamasmedula.com.ar; también hay una versión en papel que se distribuye en kioscos y librerías de Argentina, aunque también circula por Chile, Brasil, México, Perú, Colombia, Estados Unidos y Europa (principalmente en España).
Solemos sacar la mayor cantidad posible de número digitales por año con videos de realización propia y grabaciones de audio también de realización propia; contamos además con un más que interesante archivo de voces con escritores leyendo sus obras.
De 2007 a la fecha nos han visitado en la web cerca de un millón de ciber-lectores y ya hemos sacado un número de la versión papel (cuya tapa adjuntamos); tenemos previsto editar otro en marzo.
Estamos muy interesados en participar del II FORO LATINO-AMERICANO DE LITERATURA Y IV ENCUENTRO DE ESCRITORES DEL MERCOSUR para hacer conocer la versión papel, a tal efecto necesitamos saber si es posible participar de tan importante encuentro.
Les enviamos un fuerte abrazo desde Buenos Aires.
Dirección REVISTA LAMÁS MÉDULA

Parque Municipal de Belo Horizonte

0 comentários

Alberto da Veiga Guignar

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Onde está minha poesia?

0 comentários
Voou minha inspiração!
Perdeu-se entre nuvens negras
de desilusão.
Não a encontro mais para minhas rimas.
Meus versos que já eram quebrados,
mais quebrados ainda, ficaram.

A fantasia, constante companheira,
que fazia parte de meu dia a dia,
tomou rumo desconhecido.

Desencontram-se os sentimentos,
dispersam-se os pensamentos.

O romantismo,
minha marca registrada,
desapareceu repentinamente,
deixando-me com a alma vazia
a vagar sem rumo
nas ondas desse caos
que em mim se instalou.

Onde está minha poesia,
receptáculo de meus sonhos,
de minhas ilusões?
Onde está minha poesia,
que em silêncio ouvia
minhas lamentações?

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Poema em homenagem à Santiago

1 comentários
Oi amigos, tenho enviado alguns poemas (que agradeço a divulgação) Mas não falei que sou santiaguense. Nasci , cresci , estudei me casei e trabalhei como professora nesse cantinho do mundo que adoro. Mas, com a transferência do marido para Porto Alegre, estou aqui há quase 30 anos, porém, não deixo de visitar, pelo menos uma vez ao ano, minha terra natal. Esse poeminha, escrevi para ela.


Santiago

Santiago, querência amada,
Gostosa de se viver.
Não me importa viajar quilômetros,
Se for para te rever.
Chegar bem cedinho aí,
Andar por tuas ruas,
Encontrar conhecidos,
Abraçar os amigos,
Saber notícias de ti.

Ver o que tens de novo,
Constatar teu progresso
E desejar a teu povo
Cada vez mais sucesso.
Vivendo longe daí,
A saudade rói o meu peito,
Mas um dia, de qualquer jeito,
Hei de voltar para ti!

Recebeste-me ao nascer
E, no dia em que eu morrer,
Quero que sejas tu
Minha última morada,
Ser coberta por essa terra,
Que é minha terra adorada!

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Jamais haverá...

0 comentários
Jamais haverá ano novo se continuar a copiar os erros dos anos velhos.

Luís de Camões

sábado, 25 de dezembro de 2010

Estou chegando!

0 comentários
Venha me receber,
Encontrar-me no portão.
Em mim pode confiar,
Deixe-me entrar,
Abra seu coração!

Sou eu.,
O Novo Ano!
Venho substituir meu pai
Que acabou de se aposentar.
Por sentir-se velho, cansado,
Mandou-me em seu lugar!
Deu-me muitos conselhos
Antes de abdicar.
Seu desejo é que eu faça
O que ele deixou de fazer,
Para que, um pouco melhor,
O mundo possa tornar.

Sou apenas um bebê,
Engatinhando, ainda estou,
Mas rápido vou crescer,
Para meus braços abrir
E a todos abraçar.
Na bagagem estou trazendo
Paz, Amor, Fraternidade,
Saúde e Prosperidade.
Trago também bonança,
e um bocado de esperança
Que no mundo vou espalhar!

Sou o NOVO ANO
Sou a Esperança,
Sou o presente, o futuro sou.
O VELHO?...Já acabou!
O passado?... Lá atrás ficou!
Agora, é andar pra frente,
Lutar com unhas e dentes
Por um mundo diferente.

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Fuga

0 comentários
Como eu gostaria
De entrar num coma profundo,
Vagar indefinidamente pelos sonhos,
Nadar nas ondas do inconsciente,
Flutuar no universo abstrato,
Sem chances de retornar ao concreto.

Empreender uma viagem sem volta,
Encontrar um lugar só meu,
Sem janelas, sem portas, nem frestas,
Sem ver o que lá fora acontece!

Encolher-me no mais obscuro dos cantos,
Sem sentir o resvalar do tempo,
Sem contar os minutos ou as horas,
Sem ouvir risos ou lamentos.

Viver só,
Acordando as boas lembranças
adormecidas no pensamento!

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Elefante

0 comentários


__________
Quer sugerir algum filme? Envie um e-mail para:
casadopoeta.stgo@gmail.com.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Mentes perigosas - o psicopata mora ao lado (Ana Beatriz Barbosa Silva)

0 comentários

Quando pensamos em psicopatia, logo nos vem à mente um sujeito com cara de mau, truculento, de aparência descuidada, pinta de assassino e desvios comportamentais tão óbvios que poderíamos reconhecê-lo sem pestanejar. Isso é um grande equívoco! Para os desavisados, reconhecê-los não é uma tarefa tão fácil quanto se imagina. Os psicopatas enganam e representam muitíssimo bem.

Mentes Perigosas discorre sobre pessoas frias, manipuladoras, transgressoras de regras sociais, sem consciência e desprovidas de sentimento de compaixão ou culpa. Esses "predadores sociais" com aparência humana estão por aí, misturados conosco, incógnitos, infiltrados em todos os setores sociais. São homens, mulheres, de qualquer raça, credo ou nível social. Trabalham, estudam, fazem carreiras, se casam, têm filhos, mas definitivamente não são como a maioria da população: aquelas a quem chamaríamos de "pessoas do bem".

Eles podem arruinar empresas e famílias, provocar intrigas, destruir sonhos, mas não matam. E, exatamente por isso, permanecem por muito tempo ou até uma vida inteira sem serem descobertos ou diagnosticados. Por serem charmosos, eloqüentes, "inteligentes" e sedutores costumam não levantar a menor suspeita de quem realmente são. Visam apenas o benefício próprio, almejam o poder e o status, engordam ilicitamente suas contas bancárias, são mentirosos contumazes, parasitas, chefes tiranos, pedófilos, líderes natos da maldade.

Em casos extremos, os psicopatas matam a sangue-frio, com requintes de crueldade, sem medo e sem arrependimento. Porém, o que a sociedade desconhece é que os psicopatas, em sua grande maioria, não são assassinos e vivem como se fossem pessoas comuns.


__________
Toda semana uma dica de livro para você.
Para sugerir algum título, envie um e-mail para:

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Programação de Aniversário de Santiago 127 anos

0 comentários
Clique na imagem para ampliar.

O Natal de minha infância

0 comentários
Abrindo as portas do passado
vejo com toda clareza
o Natal de minha infância!

A casa toda enfeitada,
a árvore recheada
com bolas de todas as cores.
No assoalho, os presentes,
em pacotes coloridos,
juntinho ao presépio
que mamãe se orgulhava
de ser por ela arranjado.

Portas e janelas abertas,
esperando Noel
que, para nós, crianças,
era um velhinho encantado.
De olhinhos arregalados,
esperávamos sua chegada
para distribuir os presentes,
que em nossa mente infantil
ali, por ele foram deixados.

Quanta paz e alegria, meu Deus,
havia naquele tempo!
Podia-se sair à rua
para os vizinhos cumprimentar,
e, de mãos dadas, rezar e cantar
para receber Jesus Menino,
que estava por chegar.

Não havia a violência
que hoje ronda nosso lar.
era tudo paz e felicidade!

Mas, o sonho acabou,
cerro as portas do passado,
ao presente preciso voltar
e viver de minha saudade!

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Pássaro no Paraíso

0 comentários

Mario Gruber

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Amor e confiança

0 comentários
Contemplando o céu estrelado
vejo, entre estrelas tantas,
de teus olhos o brilho esverdeado,
esmeraldas com que me encantas.

A saudade bate forte, desesperada,
queima-me como ferro em brasa o peito.
Procuro não sentir da dor a ferroada,
mas para isso não encontro o jeito!

Do pensamento afasto as lembranças,
que rodopiando em frenéticas danças
vão e voltam num frenesi.

E a cada volta essa dança,
de teu amor me volta a confiança,
fortalecendo o que sinto por ti.

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

You Oughta Know (Alanis Morissette)

0 comentários

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Aproveitando o curto ócio

0 comentários
Independente do ritmo de trabalho que temos, sempre haverá alguns momentos de ócio. Trabalhamos pela manhã, à tarde e à noite para poder levar a comida aos filhos. E o organismo esgota-se até o seu último nível. Mas os minutinhos de não fazer nada permanecem existindo. E foi num desses momentos de ócio criativo que pensei em atividades construtivas para serem feitas nessas horas.
Sinto-me um total inútil na fila de banco. Quando é início do mês ou sexta-feira, então, é terrível. São horas à espera. Por mais que a lei ampare o cidadão estabelecendo um prazo máximo de espera, nunca vi isso funcionar. O que fazer na fila?
Pode-se pegar o celular (hoje quase todo mundo tem, até crianças de 10 anos, infelizmente) e começar a limpar a caixa de entrada. Nela tem as mensagens importantes que recebemos durante o dia e as confirmações de torpedo enviado e consulta de saldo. Passa-se alguns dias sem limpá-la e já cheia. Você não pode receber mais mensagens porque a caixa de entrada está lotada. Corriqueiramente isso me acontece. E nada melhor que a fila do banco para deixar em dia o espaço no HD do celular.
Outro costume maravilhoso que não é muito difundido é ter sem à mão um livro de bolso de piadas. E que sejam novas, também. Piada que se conhece não tem graça. Porque se temos aqueles cinco minutos esperando o carona que entrou numa loja para fazer o pagamento de uma conta, não tem como pegar Cem anos de solidão para ler. Até relembrar todo o enredo e em que parte da história lia anteriormente, já se passaram os minutos. Então, associe o pouco tempo a uma piada, que geralmente é curta e pode ser interrompida sem maiores traumas. Ler faz bem e piada faz rir, o que também é muito positivo.
Rever os compromissos da agenda é um boa opção para ocupar o tempo quando lhe sobrar valiosos curtos minutos. Mas você não tem agenda? Então pegue a folha de papel que anotou o que precisava fazer no dia e reorganize os compromissos. Possivelmente serão necessárias algumas alterações. Porque nada acontece exatamente como o planejado. E planejar o que se tem para fazer normalmente é um tanto atirar no escuro: se houver um imprevisto, muda toda a programação. Poderá economizar tempo deixando para outra horas coisas menos importantes.
Dentre essas coisas e outras mais, julgo mais importante ligar para um parente que há tempo não se recebe boas novas. As operadoras possuem sempre algum programa de bônus e geralmente eles esgotam no fim do dia. Não dá pra enriquecer com os ditos bônus, como no meu caso, onde tenho 35 minutos diários que se esvaem às 23:59h. Então, ligue para o primo que há meses não fala. Nem que seja só dois minutos. Fará a diferença. E se ele estiver triste, precisando de ao menos um “oi” amigo? Já que não custará nada e o tempo seria ocioso mesmo...
Mas o tempo de folga forçada também serve para ser aproveitado como, efetivamente, folga. O dia já é desgastante o suficiente para poder curtir aqueles segundos sem atividade mental e física. Então descanse. Você merece.
Os momentos que passam e, por algum motivo, não aproveitamos, não voltam mais. Somem no ar e fixam-se na memória, apenas. Se existirem, que sejam bem aproveitados. Não só os momentos ociosos, não apenas os minutos que são mortos, onde não temos como acelerar e adiantar algo que precisamos fazer. Mas todos os momentos, todos os instantes onde temos problemas a gerenciar. Se aproveitarmos isso para preencher a nossa linha do tempo, ótimo.

Giovani Roehrs Gelati
http://giovanigelati.blogspot.com
grgletras@gmail.com
Uruguaiana, RS





Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Desconfie do...

0 comentários
A diferença entre o Brasil e a República Checa é que a República Checa tem o governo em Praga e o Brasil tem essa praga no governo. Não tem nada pior do que ser hipocondríaco num país que não tem remédio.

Luiz Fernando Veríssimo

sábado, 18 de dezembro de 2010

Palavras e Ondas (18 de dezembro)

0 comentários
Nelsi Guerra e Márcio Brasil

No programa deste sábado entrevistaremos Márcio Brasil, autor de "10 Segundos" e Nelsi Guerra, autora de "Coletânea de Matérias e Técnicas de Relaxamento".

Sintonize 87,9, rádio Central FM, a partir das 14h.

Você poderá ouvir o programa pela internet, clicando AQUI.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Lançamento da obra "Coletânea de Matérias e Técnicas de Relaxamento", de Nelsi Guerra

0 comentários

O Símbolo Perdido (Dan Brown)

0 comentários
Depois de ter sobrevivido a uma explosão no Vaticano e a uma caçada humana em Paris, Robert Langdon está de volta com seus profundos conhecimentos de simbologia e sua brilhante habilidade para solucionar problemas.

Em O símbolo perdido, o célebre professor de Harvard é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon – eminente maçom e filantropo – a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo.

Mal’akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse. E está convencido de que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo.

Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian.

Neste labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico.

O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nesta trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inoue Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA, e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas outras aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está.

Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência, noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, os desafiando a abrir a mente para novos conhecimentos.

__________
Toda semana uma dica de livro para você.
Para sugerir algum título, envie um e-mail para:

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Performance da Nostalgia

1 comentários
Os passos seguem pela pista
até que nossos corpos se unem.
sei que sou ninguém enquanto dançamos
mas não posso tomar o cuidado de não te olhar
Não consigo ter o cuidado de decifrar

Nos embalamos e nos deixamos embalar
tudo o que dissemos já não tem mais importância.
Reis e rainhas caem sobre nossos pés
e fantansmas nos impulsionam
em mentiras sincronizadas e passos ensaiados

Todos fazem voltas, mas ninguém vê,
ninguém sente a distância e todos sabem seu nome
posso sentir o mundo crescendo a cada melodia
qual seu nome? o que você faz?
e o que nunca faria?

O que significa alma, eu já não sei
tampouco o nome da música
e as faces que nos olham
e criam grandes expectativas.

Tento permanecer mais um pocuo
mas meus olhos insistem em abrir
e tudo se dissolve, silencia.
Então, na pista, só há uma cama
e um pequeno convite para, mais uma noite,
ali deitar, sorrir e repousar.

Andrei Lopes
andrey.rl@hotmail.com

http://andreilopes.blogspot.com
Santiago, RS




Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Paisagem Cósmica

0 comentários

Danilo Di Prete

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Ser poeta

0 comentários
É extravasar sentimentos
que surgem do fundo da alma,
passeiam pelo universo,
transformam-se em estrelas
e caem em forma de versos!

Ser poeta é
deixar fluir o pensamento,
enlaçar a saudade
daqueles sonhos perdidos,
que estavam escondidos
dentro de nossas lembranças!

Ser poeta é
conversar com a lua,
que das noites é rainha,
entregar-se ao seu feitiço,
transformá-la em poesia!

Ser poeta é
sentar-se na varanda,
para...sob o brilho das estrelas,
tomar banho de lua,
deixar-se levar pelo sonho
de flutuar junto com elas!

Ser poeta é
velejar pelos mares da fantasia,
pedir carona à inspiração
para espalha, ao mundo,
O que lhe vai no coração!

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Quutamo (Apocalyptica)

0 comentários

E-mail do Jayme Piva

0 comentários
Prezados Giovani Pasini, Lígia Rosso, demais diretores, associados e participantes dessa egrégia "Casa do Poeta de Santiago":

Recebam meus parabéns pela festiva data em que se comemora o transcurso de dois anos de integral devotamento às letras santiaguenses! Magnífica e vitoriosa instituição que, num curto espaço temporal, já granjeou fama e renome pelo denodado empenho dos seus fundadores, com vistas ao fomento da cultura, incentivo aos novos escritores e glorificação dos maiores expoentes da literatura regional.

Fraternal abraço e efusivos cumprimentos!

Jayme Camargo Piva
http://jaymepiva.blogspot.com

Lançamento do livro "10 Segundos", de Márcio Brasil

0 comentários

Programação de Aniversário da Casa do Poeta

0 comentários
Confira a programação de Aniversário da Casa do Poeta de Santiago.


Clique na imagem para ampliar.

Casa do Poeta de Santiago Caio Fernando Abreu

0 comentários
Nãonecessariamentenessaordemordemnessanecessariamentenão…

giovanimarciocésarjanicetainávanderleialessandrorodrigolígialuizpaulokarla

Um abração procêis:

“sonho que se sonha só/ é só um sonho que se sonha só/ mas sonho que se sonha junto/ é realidade” (Raulzito/ P. Coelho)

Parabéns pelos dois anos de sonho e realidade!!!

Breno Serafini
http://www.brenoserafini.com.br

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Meu cardíaco pela Casa

0 comentários
De imediato, digo com todo o músculo que envolve esse meu coração e também com todas as células que fazem o transporte desse meu sangue, abro meu peito e respiro como se estivesse chegado despreparada de uma maratona, levanto meus braços e estico e alongo e arrebento com minhas articulações, tentando envolver a Casa do Poeta com um alargado de um abraço e que ela sinta o ritmo do compasso do meu coração e que se comova não somente com esse suingue, mas também que através desse meu cardíaco e dos meus poros eu consiga transpirar amor e misturar com o suor dos membros de quem a construir e a mantêm em pé, essa forte e bem estruturada e alicerçada e muito soletrada Casa do Poeta! Desejo que essa mansão sempre tenha alimento para os versos, hospedagem para os livros e vida aos nossos membros e que as janelas e portas continuem abertas para que os pingos de uma chuva e os raios de um Sol sempre tenham a oportunidade de conhecê-la e contribuir com alguma escrita...

A festa é na Casa!

Vamos lá,
parabenizar
a Rua e vizinhos e Escritores
Nossa Casa;
as letras e cultura e pensadores
os Poetas;
as linhas tortas e erradas e sem versos

Vamos lá,
cantar os parabéns
pra quem escreve
pra quem lê
pra quem mora
pra quem é visita
pra quem lustra
pra quem pisa
pra quem lança
e pra todos os membros
dessa Casa que afeta
os Poetas a quem encanta!

Vamos lá,
Parabéns pra Casa do Poeta!
trocar rimas;
continuar capítulo
limpar a Casa
abrir Porta;
Janela e Garagem:
estacionando um poema...
pilotando sem margem!

Vamos lá,
abrir o coração também!

Camila Canterle Jornada
www.camilajornada2.blogspot.com

Parabéns!!!

0 comentários
Parabéns aos fundadores da Casa do Poeta de Santiago, que hoje comemora seus 2 anos de fundação. Recebam os mais sinceros votos de felicidade e desejo de que esta casa continue crescendo cada dia mais, sempre levando o nome da nossa Terra dos Poetas a vários rincões! Sucesso!

Michele Andres
http://micheleandres.blogspot.com

Casa do Poeta de Santiago ano 2

0 comentários
Neste 13 de dezembro, a Casa do Poeta de Santiago está completando o seu segundo ano de existência. Sintéticamente, trata-se de uma entidade sem fins lucrativos que busca unir amigos que gostem de ler e escrever. Em sendo assim, a Casa do Poeta agrega leitores e escritores com o objetivo de valorizar a literatura de nossa cidade de Santiago, chamada de Terra dos Poetas. Esse título faz referência ao fato de que aqui nasceram e viveram muitos escritores de qualidade, em especial Caio Fernando Abreu, que é o patrono perpétuo da Casa do Poeta. Santiago é a cidade natal do autor de Morangos Mofados, Ovo Apunhado e Ovelhas Negras. É o seu fictício "Passo da Guanxuma". E é na esteira de seu legado que os escritores e leitores buscam atuar.
Em dois anos, a Casa do Poeta de Santiago já lançou uma coletânea e livros de seis escritores; alugou uma sede; realizou o Fórum de Escritores e o II Encontro de Escritores do Mercosul; promoveu a Maratona Literária; participou da 12ª Feira do Livro de Santiago; conquistou um programa de rádio na Central FM; criou um blog e segue fazendo muito pela literatura, sempre atuante através de seus associados e diretores.

Márcio Brasil
Vice-Presidente da Casa do Poeta de Santiago
http://marciobrasil7.blogspot.com

Parabéns, Casa do Poeta!

0 comentários
Dois anos, para quem vive intesamente a Casa parece décadas... Hoje fico pensando em quanta coisa já fizemos e compartilhamos. Maratona, viagem internacional, fórum, semana, lançamentos, enfim. A Casa do Poeta a cada dia dá um passo importante em seus objetivos que, ao meu ver são: Promover e valorizar a cultura local e, desenvolver nas pessoas a importância da cultura e educação no desenvolvimento de um povo. Crescemos muito a cada evento e fico muito feliz por fazer parte desse grande grupo de amigos que se uniram em prol, não de sí, mas em pról de algo maior... Em pról da Casa do Poeta de Santiago.

Parabéns a todos que contribuíram com um ou vários tijolos que fazem dessa Casa uma Casa forte e muito bem alicerçada, pois ela está sendo construída com muito carinho e dedicação.

César Braga
Diretor Administrativo da Casa do Poeta de Santiago

Aceita o...

0 comentários
Aceita o conselho dos outros, mas nunca desistas da tua própria opinião.

William Shakespeare

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Convite da Associação de Amigos Caio Fernando Abreu

1 comentários

Na manhã do dia 09 de dezembro, a Associação de Amigos Caio Fernando Abreu (AACF) deu entrada na junta de registros de pessoas jurídicas de Porto Alegre. No próximo sábado, às 17h, no bar Ocidente, os amigos do Caio Fernando Abreu irão se encontrar para a leitura de textos do Caio em prol da Associação. Na ocasião, os presentes e convidados poderão assinar o pedido de tombamento da casa como patrimônio cultural da cidade.

A AACF está reunindo profissionais locais e nacionais para transformar a casa onde Caio Fernando Abreu morou, no bairro Menino Deus, num Centro de Cultura.

Estarão presentes no evento:
- Marcus Breda (ator)
- Kátia Suman (jornalista)
- Ivan Matos (ator)
- Mauro Castro (escritor/taxista)
- Amanda Costa (astróloga/doutora em CaioF)
- Martha Medeiros (escritora)
- Claúdia Tajes (escritora)
- Ana Kruger (cantora)
- Deborah Finocchiaro (atriz)

Mais informações:
Liana Farias: 61-8502.0590
Lídia Oyo: 61-9955.3676
amigosdocaiof@gmail.com

Casa do Poeta no twitter

0 comentários

Siga a Casa do Poeta no twitter e fique por dentro das novidades!

http://twitter.com/casadopoetastgo

Palavras e Ondas (11 de dezembro)

0 comentários

Para debater sobre o teatro santiaguense, entrevistaremos, neste sábado, Angela Genro do Grupo Dom de Semblantes, Renato Polga do Grupo Artemágika e o ator santiaguense, Dilnei Chagas.

Sintonize 87,9, rádio Central FM, a partir das 14h.

Você poderá ouvir o programa pela internet, clicando AQUI.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Pegadas

1 comentários
Calço-me
Descalçando teu calçado
E calçando outro passo
Pesado pé que pisa
No calçado novo
Estradeira sola
Do chão esmagado
Na trilha dessa passagem
Passageira rota da vida
Descalço-me.

Roseli Antunes
http://desabafodeantunes.blogspot.com
roseliantunes@hotmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu texto para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Tu

0 comentários
Tu, que seguravas minha mão,
secavas minhas lágrimas
nos momentos de dor.
Tu que me consolavas
com carinho, com amor.

Tu, a quem eu revelava,
sem pejo meus segredos,
meus mais íntimos desejos,
meus sofrimentos e meus medos.

Tu, que para mim eras tudo!
Nos momentos de solidão
e melancolia eras meu escudo!

Hoje, não mais te vejo,
partiste para o além,
numa viagem sem volta.
Foi assim que te perdi
para a distância infinita!

Sem ti, encontro-me perdida
no deserto da solidão,
tendo por companhia,
somente a saudade
que rói, sem piedade,
meu dolorido coração!

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Fallen (Alda Lima)

0 comentários

Acompanhamos a adolescente Luce, mandada para um reformatório — apropriadamente batizado de Sword & Cross — após a morte do namorado em um incêndio misterioso. Ela suspeita que estranhas sombras negras, que a atormentam desde a infância, são as verdadeiras responsá;veis. Mas quem acreditaria nela?
Na escola, ela encontra o etereamente belo Daniel Grigori, que desperta uma estranha sensação de reconhecimento: único ponto luminoso num lugar onde celulares são proibidos e há; câmeras de vigilância por todos os cantos. Mas tanta luz hipnotiza a menina, atraída pelo rapaz como uma mariposa pela chama. Ele tenta se manter afastado de Luce, mas também não consegue. E a verdade promete separá;-los como tantas outras vezes — com a morte de Luce. Amantes destinados a se encontrar e se perder vida após vida, século após século.

__________
Toda semana uma dica de livro para você.
Para sugerir algum título, envie um e-mail para:

Cartas que não enviei...

0 comentários
Oi,

Tenho escrito muitas cartas para você. Só não sei se um dia eu as enviarei. Nessas cartas eu falo do amor que eu tive e ainda tenho por você.Eu falo das noites em que chorei ao travesseiro lembrando de você. Eu falo das músicas que me lembram você. Eu falo das vezes em que saí para me divertir, e entre um gole e outro de vinho eu não deixei de pensar em você. Eu falo que o meu coração acelerava quando eu via você. Falo da beleza do teu sorriso. Falo da alegria que me invadia só de olhar você. Falo das noites em que você não telefonava e me deixava arrasada, triste mesmo. Falo das noites chuvosas em que desejei ter você aqui perto de mim, deitadinho ao meu lado, conversando comigo. Eu falo tantas coisas que quando estava com você não te dei a conhecer. Mas o mais importante que eu falo nessas cartas é da dor que eu senti quando você me deixou.Quando eu realmente vi que você não voltaria mais. E se hoje, eu escrevo essas cartas é somente para que você saiba: Quando você disse adeus, eu escondi o que sentia. Eu tinha que deixar você ir.

Do seu eterno amor

Eu

Lucélia Maria Souza
lu_ma_sousa@yahoo.com.br
http://retalhosdefrasesetextos.blogspot.com
São Luis, MA



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Reflexões

0 comentários
Bernardo Cid

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Desconfie do...

0 comentários
Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando... Porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive, já morreu...

Luiz Fernando Veríssimo

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Palavras e Ondas (04 de dezembro)

0 comentários

A Secretária Municipal de Educação e Cultura Denise Cardoso será entrevistada no programa Palavras e Ondas do próximo sábado, e falará sobre a Feira do Livro, sobre o projeto Cidade Educadora e outros tantos aspectos educativos e culturais de Santiago.

Sintonize 87,9, rádio Central FM.

Você poderá ouvir o programa pela internet, clicando AQUI.

Cronograma

1 comentários



Clique nas imagens para ampliar.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Café preto, Cigarro Branco.

2 comentários
Xícaras de café na manhã,
tardes monótonas em frente ao computador
cigarros, mais cigarros,
noites mal dormidas,
xícaras de café na manhã...

como um cigarro a vida no final não passa de cinza.

Juliana Rigon
http://euincolor.blogspot.com
Itacurubi, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

A Cabana (William P. Young)

0 comentários
Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada.

Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia.

Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre.

Em um mundo tão cruel e injusto, A cabana levanta um questionamento atemporal: se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento?

__________
Toda semana uma dica de livro para você.
Para sugerir algum título, envie um e-mail para:

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A raiz no Pampa

0 comentários
Há uns vinte dias atrás, me diante de uma decisão difícil. Três opções: ir a Montevidéo, para a abertura de uma nova livraria; a Santiago, para inauguração de uma foto minha no Centro Cultural ou baixar hospital imediatamente para extirpar uma vesícula totalmente infeccionada. Pensei: preciso, antes de mais nada, salvar minha vida. E a maldita vesícula era quem vinha causando todos os bodes dos últimos meses. Mas pensei também: ah, Montevideo. No Uruguai que não conheço mas que tanto amo literáriamente. Onetti, Quiroga, Felisberto Ernandes. Poder conhecer pessoalmente o Alfredo Fressia, que fez uma bela matéria comigo para o suplemento literário do jornal El País (sai às sextas e é facílimo de encontrar em Porto). Mas e Santiago? E meu Passo da Guanxuma? Há 12 anos eu não ia lá- desde o centenário da cidade. E antes desses 12 haviam se passado outros 12 sem ir. De repente, pensei: 12, o ciclo completo de Júpiter.
- Vou a Santiago, disse ao meu médico. Mas, ele tentou dizer. Vou e pronto, expliquei. É um assunto espiritual.
Depois disse, meu irmão Felipe, grande e solidário companheiro, aceitou me levar de carro. E fui, e fomos percorrendo o Rio Grande do Sul abaixo. Deus, como é belo o Pampa. Pela janela pouco a pouco foram vindo as paisagens a bico de pena e aquarela. Capões solitários entre colinas suavíssimas, revoadas de garças alvas. Ranchos perdidos, taperas solitárias no descampado. Açudes transparentes refletindo fiados de nuvens do céu absolutamente azul. Gradações de luz e cor, nos verdes, nos claros, nas sombras. Tudo como que pintado e quase sem seres humanos. Alguma chinoca na beira da estrada. Oriental, o Pampa é oriental. Budista. Essencial.
E suspirávamos, chegando cada vez mais perto dos paraísos ecológicos de Jaguari e Ernesto Alves. E então, o antigo aeroporto. Os campos onde roubávamos girassol. Eu e o Augusto, que mora na Noruega. Mas cada vez que vem para o Brasil vai direto para lá, para o Pampa...
Nos três dias seguintes, minha tia preferida Elcy Abreu Flores fazendo comidinhas deliciosas. Meu primo Airton, lidando com seu som e namoradas gatíssimas. Tanta gente, tanta coisa boa, vital, verdadeira. As mudas de Palmeira e hibisco roxo que pedi ao vizinho. A roseira trepadeira que a tia Elcy me deu. Tanto povo da memória revivida. A lua cheia enorme, dourada, entrando pela janela do quarto onde dormi, para banhar meu pobre corpo escalavrado.
Depois, a volta lenta pelo Pampa budista. Eu e meu irmão, querendo mudar para lá.
Três dias depois, eu estava no hospital. Catéteres. Dores. Morfina. Médicos delicadíssimos. A cara da morte debruçando-se sobre a minha. Sobrevivi. Estou aqui. "Você é forte", me disseram. De onde vem tanta energia? Veio de Santiago, do meu Passo da Guanxuma. Por que? Porquê, eu não soube responder, mas penso agora: porque é da própria raiz que o ser vivo arranca a sua energia. E a minha raiz está lá, plantada fundo nas aquarelas japonesas de Érico Veríssimo, Cyro Martins, Sérgio Faraco. Não se trata de regionalismo, mas sim de religião, re-ligare. E graças ao meu bom Deus e a todos os anjos- reais ou imaginários que me cercaram por esse dezembro, eu estou vivo. E isso é muito bom.

Uma das últimas crônicas escritas por Caio Fernando Abreu, em 1995.

Rotação Literária vai virar livro

0 comentários
A Casa do Poeta de Santiago e o "Projeto Santiago do Boqueirão: seus poetas quem são?", com o apoio do Jornal Expresso Ilustrado, irão lançar uma antologia (previsão para janeiro ou fevereiro de 2011) da seguinte forma:

Primeira parte: antologia com alguns escritores da Rua dos Poetas (pesquisa do Projeto)
Segunda parte: antologia de quem publicou na coluna Rotação Literária, do jornal Expresso Ilustrado.

Para participar o autor (que já teve texto publicado no Rotação Literária) deverá fazer o seguinte (obrigatório):

- Imprimir DUAS VIAS do contrato (solicitar pelo e-mail gpasini@ig.com.br), assinar e reconhecer firma em cartório.
- Entregar (ou enviar pelo correio) na Casa do Poeta de Santiago (endereço está no contrato).
- Contribuir com o valor de R$ 20,00 (vinte reais) - pelos quais receberá dois exemplares de livros, devendo entregar o valor, mediante recibo, no momento da entrega do contrato.
- Data máxima da entrega do contrato com reconhecimento de firma: 30 de dezembro de 2010.
- TODOS AUTORES que participaram da coluna ROTAÇÃO LITERÁRIA podem fazer parte da antologia. Infelizmente não temos o e-mail de todos. Por favor, auxiliem na divulgação, basta repassar o contrato (ou e-mail) para quem participou do ROTAÇÃO.

A divulgação estará sendo feita por etapas...

Quem não cumprir os passos supracitados - não terá o seu texto publicado.

Dúvidas pelo e-mail: gpasini@ig.com.br

Trabalho "B"

0 comentários

Bernardo Cid
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...