terça-feira, 6 de agosto de 2013

Menina

No espelho do tempo
surgiu a menina
cabelos em tranças
com fitas em cor.
Não têm aflições,
nem sombra de dor.

Mais tarde, a menina
soltou os cabelos.
As fitas caíram
na estrada da vida.
Buscou a verdade
pedindo guarida.

As fitas sem cores
guardadas em caixas
registros, lembranças
amadas, um dia
na pura alegria
da vida-criança.

A história retoma
um ciclo de fatos...
Tocou os cabelos
envoltos em fita.
Sumiu  pelo vento
a meninabonita.

Ficou ao relento
a mulher mais atenta
ligada no tempo.
Silêncio, cuidado.
Com ar delicado,
prendeu os cabelos.

Cecilia Maria Pinto Pires
http://ceciliaphilos.blogspot.com.br
ceciliapires.pires@yahoo.com.br
Porto Alegre, RS



* Quer divulgar seus textos no blog da Casa do Poeta de Santiago? Clique aqui. *

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas ideias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as ideias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...