sexta-feira, 17 de maio de 2013

Quero acreditar que...

Quero acreditar que quando me olhas nos olhos
Vejas refletir nos meus olhos a luz do teu olhar
Quero acreditar, que quando me acariciar
Sinta em suas mãos o calor que sai de meu corpo
Quero acreditar, que quando zangada ficaste
Um grande aperto em teu peito te impeça de respirar
Pois se eu sou você e você  és eu
Deves profundamente sentir aquilo que senti
Aquilo que eu senti quando injustamente
Sem, ou por querer, em um determinado momento
Ao qual foste mais tu e menos eu
Meu amor, sem querer, minha sensibilidade ofendeu-se.

Jeferson Silva
jefersonsilvaaa@hotmail.com
Santiago - RS



* Para saber como divulgar seus textos no blog da Casa do Poeta de Santiago clique aqui. *

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...