segunda-feira, 18 de junho de 2012

Eternas Pedras

Depois de muitos anos
na minha terra voltei
para rever o lugarzinho
onde a infância eu passei

Não contive minhas lágrimas
foi muito forte a emoção
ao ver que tudo mudou
confesso perdi o chão

Não mais existe as laranjeiras
o arvoredo virou pó
me deu um aperto no peito
saudades dos meus avós

No riacho a água mansa
vai passeando no lajedo
num sinal que as pedras
enfrentam o tempo sem medo

Eternas, na real somente as pedras
que resistiram a força natural do tempo
eternas pedras, estão da mesma forma
que guardei no meu pensamento

Jorge Ireno Reis
http://jorgeirenoreis.blospot.com
jorgeirenoreis@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...