terça-feira, 27 de março de 2012

Blackout

A lua tão solitária
O cenário é lindo
Algumas nuvens, algumas estrelas
Um ar frio toca meu rosto
A lua e as poucas estrelas tentam iluminar estas ruas escuras
Talvez choverá daqui a instantes
Não sei, está um pouco indefinido
Também não sei descrever o que sinto
É um sentimento de falta, de saudade
Que se mistura com um sentimento de raiva
Sei que logo passará.
Já não sei se o que escrevo faz sentido
Muito mesmos sei, que título esse poema levará.
Só sei que este silêncio, essa escuridão
Esse céu, essa lua
Fazem-me querer chorar
Não consigo sequer distinguir o motivo
Esse silêncio me faz pensar
Bem na verdade nem sei o que pensar
Nessa escuridão mal consigo escrever
Então aqui é o ponto final.

Eduarda dos Santos Brito
http://onlymemories7.blogspot.com
eduarda.brito777@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...