terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Versos a um poeta pernóstico

* Poema classificado em 3º Lugar no concurso de poemas nos ônibus, de Santo Ângelo.

É chato ler um poeta,
Que gosta do que escreveu.
E quer ganhar o troféu,
Mesmo se o céu não é seu.

Recita, delira e escreve,
Como Nero frente ao fogo.
E em qualquer área se atreve,
Sem ter as regras do jogo.

A própria História condena,
Esta ufana criatura,
Que no verso não convence.

Pois, na trilogia do poema:
O autor, a obra e a leitura,
É a cultura que vence.

Clodinei Silveira Machado
silveiraselva@ibest.com.br
Santo Ângelo, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...