sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A gaiola

E o porquê de tudo isso
Está escondido entre os vestígios
Desse platônico vazio
Dessa coisa surreal

Não sei o quê mudará
Nem ao menos o quê ficará
Não há caminhos abertos
Nem verbos conjugados

Não há lua nem moinho
Sou só eu, ninguém mais
Dentro dessa caixa
Dessa estranha gaiola

De onde os pássaros não saem
E a luz não entra
Onde as regras não se encaixam
E o sol não esquenta

Camilla Cruz
http://spleen-e-charutos.blogspot.com
camillcruz@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.


ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...