sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Em devaneios, uma sinfonia...

Em devaneios me faço à uma sinfonia
Em trágicos acordes
Que me perco em melancolia
Em cello’s, o terror
Adagio suspiro, minha inspiração
Meu horror...

Allegretto, meu desespero
Em que me perco ao suspense
Ao gemer da viola
A harpa que chora
Ao trágico Presto sem alcançe.

Aos devaneios...
Que anseios!
Se fazem o canto
Vosso tenor...
Que nesta arte,
mostras o teu amor

Ao ouvir do canto lírico
Minha saudade
Que bate sem pena...

Meus suspiros poéticos
Que ante esta sinfonia
Formam de tamanha poesia
Tais Maestosos, simples versos ...

Daniel Augusto Mott Martins
http://art-alone.blogspot.com
daniel.mott6@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...