quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Asas da liberdade

A natureza nos inspira verso e prosa
Eu vi um casal de sabiás em plena obra
Construindo na laranjeira frondosa
Um ninho distante da ovívora cobra

De minha varanda, eu ouvia o seu canto
Clarim mavioso, num castelo armado
De galhos secos e gramas do campo
Fazendo de escudo, o seu peito inflado

Depois nascerão, os implumes filhotes
Que crescem, querendo mostrar os seus dotes
Rompendo no céu as correntes de ar

Sentados nas nuvens, os anjos branquinhos
Aplaudem o voo desses passarinhos
Com suas grandes asas feitas pra voar

Clodinei Silveira Machado
silveiraselva@ibest.com.br
Santo Ângelo, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.


ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...