segunda-feira, 12 de setembro de 2011

63 anos de Caio Fernando Abreu: Inventário do irremediável

Não, não era amor, não foi amor. Tudo explodia num plano muito mais alto, muito mais intenso. Nos desvendávamos com a fúria dos que antecipadamente sabem que não vão conseguir jamais.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...