terça-feira, 2 de agosto de 2011

Destino Morto

Meses passaram-se;
Lembro de meu último amor,
No qual senti tanto afago, sinceridade
E tão profunda paixão,
Como neste “amor” acabado
Deveras senti.

Tu foste minha paixão mais ardente;
Minha insônia mais insana;
Minha nostalgia mais dolorida.
Foram teus os meus beijos,
Minha vida.

Perdoe-me por não fazer-te feliz,
Meu impossível foi dado a ti,
Pela tua felicidade, teu amor.
Perdoe-me por não tirar de teu coração
O vazio implantado pelo “destino”,
E assombrado pela dor.

Sigamos nós caminhos separados,
Para que no nosso julgo
Não sejas obrigada a fingir.
Parta agora, vá a teu destino descobrir
Alguém que realmente te faça feliz.

Daniel Augusto Mott Martins
http://art-alone.blogspot.com
daniel.mott6@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Um comentário:

Ettore Stefani disse...

Muito bom, ainda mais essa parte:
"Tu foste minha paixão mais ardente;
Minha insônia mais insana;
Minha nostalgia mais dolorida.
Foram teus os meus beijos,
Minha vida."
Parabéns =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...