sábado, 25 de junho de 2011

O Futuro no Espelho

O tédio corroendo as paredes nuas
As vitrines cheias de nada
Preenche meus ouvidos com as palavras tuas
Que põem na minha alma verdades reveladas

Toda crueldade implícita
No céu da primavera
Nunca hei de ver tanta beleza
Nunca hei de ver-te tão bela

Meu futuro no espelho
Pintei na tela do esquecimento
Toda dor e amargura
Trazidas pelo tempo

Camilla Cruz
http://spleen-e-charutos.blogspot.com
camillcruz@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo;
foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.


ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...