domingo, 26 de junho de 2011

Cansei

Cansei de mudar.
Cansei de ter que ser o que as pessoas esperam de mim.
Também cansei de esperar algo delas.
Cansei de cansar.
Cansei de coisas que ficam longe, pessoas que não expressam nada e situações indiferentes.
Cansei da indiferença.
Cansei da minha rebeldia. (e das dos outros)
Cansei da vida.
Cansei do ser humano. (e desisti dele, talvez)
Cansei de derrotas, de batalhas.
Cansei de estudar.
Cansei de conviver.
Cansei de pensar, de escrever, de imaginar. (e não realizar)
Cansei da vida sem escolhas;
Do sexo sem amor;
Do amor sem recompensa.
Cansei da existência semi-obrigatória.
Cansei da obrigação.
Cansei de coisas supérfluas, cansei de superstições.
Cansei de mentiras, sofisma, hipocrisia.
Cansei do cansaço.
Cansei do luxo, do dinheiro, do excesso.
Cansei de pessoas cansadas.
De escritores fracassados, jardins sem flores, casas sem vida, famílias faltando um pedaço.
Cansei da perfeição;
De pessoas infelizes, de buscas findas.
Cansei da poluição inconseqüente, ignorante e cega.
Cansei da (desu) humanidade.
Cansei de sonhos vendidos.
Cansei de todas as lembranças. (sem exceção)
Cansei do preconceito, da maldade. (e quem não cansou?)
Definitivamente, cansei da ignorância.
Cansei das cores; das flores e das traições.
Cansei das grifes.
Cansei das roupas.
Das comidas.
Das alternativas.
Da sociedade.
Da sociedade alternativa.
Cansei de música ruim, histórias mal contadas e pessoas desinteressantes.
Cansei de carros.
Cansei da sujeira.
Cansei de amor (im)próprio.
Cansei do meu amor próprio, das minhas desilusões, até das minhas vitórias.
De editar textos.
De ler jornal e de ter de mentir.
De fazer o que não gosto.
Cansei de perder tempo.
Cansei de esperar.
De me culpar e de fazer com que os outros me esperem.
Cansei de machucar ou outros e de me machucar.
Cansei do tempo.
Cansei de ler as filosofias de Marx.
Cansei do sol.
Cansei de viagens, desistências e confissões.
Cansei da população impassível.
Cansei da estupidez, da falta de educação, da impaciência.
Dos desencontros.

Cansei enfim de mim mesma.

Camilla Cruz
http://spleen-e-charutos.blogspot.com
camillcruz@gmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.


ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...