segunda-feira, 11 de abril de 2011

O homem que eu amo

O homem que eu amo
sei que não é perfeito
é cheinho de defeitos
Mas, quando aconchegado
a meu peito
é delírio, é emoção,
é fogo que incendeia
corpo, alma e coração

É licor que embriaga,
que atiça meus desejos.
Faz-me arder de paixão.

Com defeito ou sem defeito
é a ele que me entrego
nas noites de inverno ou verão
É por ele que vivo,
de meu viver, ele é a razão.

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...