sexta-feira, 2 de julho de 2010

Baú de Sonhos

“É um erro imaginar que a morte está à nossa frente: grande parte dela já pertence ao passado, toda a nossa vida pretérita é já do domínio da morte.”
Séneca, Cartas a Lucílio, I.

IX
Em cada humano reside um sufoco que o atormenta e
cada sonho foge quando o pomos em prática. a noite
trouxe-nos o desespero e a consciência
e ter consciência é ter um nó apertado na garganta. Povoámos
a nossa imaginação de desejos abandonados e dói-nos tudo,
sobretudo a alma. uma tempestade
atravessa o nosso pensamento enquanto contemplamos a lua
esperando um último resquício de profecia.
Em baixo as ondas investem contra as rochas
que se mantêm intactas, inamovíveis.
Inamovível.
haverá algo mais perturbador:
a consciência da nossa morte.

Alexandre Sengo
pkhenrique83@gmail.com

http://adesordemdosangue.blogspot.com

Vila Franca de Xira, Portugal




Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu trabalho para o e-mail casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...