quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Quantas vezes

Quantas noites, perdida na escuridão
Ouvia o soluçar de meu coração.
A saudade machucava
minh'alma desesperada pela separação.

Quantas vezes, desejei desaparecer,
Esquecer do mundo,
Afundando num sono profundo
Para esquecer a desilusão.

Então tudo recomeçava
Você voltava, dizendo que me amava....
Eu feliz, te abraçava
Esquecendo a traição.

Assim continuei pela vida inteira.
Num dia te a amava, no outro te odiava
Até que voltavas, fingindo arrependimento.
Eu, crédula , mais uma vez, te perdoava.

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
http://sonhandocomvyrena.eu5.org
http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=92518
vyrena@terra.com.br
Porto Alegre/RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...