sábado, 9 de julho de 2011

Idiota, boba e chata

Sem valor nem qualidade, só defeitos.
Não consigo encontrar algo de interessante em mim, poderia dizer tantas coisas, mas do que adiantaria se eu mesma nem acredito.
Simplesmente acabo afundando cada vez mais no meu próprio abismo, me sinto inútil e não consigo achar nada que me salve deste terrível sentimento. Sinto-me analisada dos pés a cabeça, não falo pelos cotovelos e sou diferente por apenas escolher ficar calada do que deixar as palavras escorregarem sem destino.
Controlo meus sentimentos, ou pelo menos finjo muito bem controlá-los, valorizo e admiro pessoas que nem ao menos me conhecem direito e ainda assim sou julgada, posta em observação.
Sou uma idiota e sei disso, me preocupo tanto que acabo sendo chata, uma boba digna de comentários desnecessários de pessoas que não tem nada a ver comigo. Não aceito e nunca irei aceitar. Me esforço tanto para ser alguém melhor e não acho justo que alguém diminua o meu esforço ou deixo-o na dúvida. Quero distância do que não me faz bem, quero distância de tudo o que não me convém. Chega de ser boazinha.

Débora Melo
http://girlnofuture.blogspot.com
x__deka__x@hotmail.com
Santiago, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho paracasadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...