terça-feira, 5 de julho de 2011

Fogão à lenha

Antigo fogão à lenha
De utilidade infinita
Tua história é tão bonita
Bem maior que se apregoa
Fazendo comida boa
Mostrando tua serventia
E a tua grande importância
Em nossa gastronomia

Singelo fogão à lenha
Que esquenta nossa casa
Transformando a lenha em brasa
Nesta muda servidão
Assando o sagrado pão
Preparas nosso alimento
Enquanto a branca fumaça
Voeja ao sabor do vento

Robusto fogão à lenha
Necessidade primeira
Da culinária campeira
E também a da cidade
Teu corpo é pura ferragem
Duração e garantia
Recebas esta homenagem
Em forma de poesia

Clodinei Silveira Machado
silveiraselva@ibest.com.br
Santo Ângelo, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...