segunda-feira, 20 de junho de 2011

O Homem

Na guerra, em perdas e nos infortúnios internos de cada ser
sentimentos expressos, em faces de vergonha
uma comunicação falha, porém não esquecida
embora recordada
pelo dinheiro
a linguagem falsa
que silenciou o amor
quando este foi capaz de perdoar.
O homem caminhou solitário
quando as palavras se calaram
e soube da verdade inequívoca
de que quanto mais você sabe do mundo
menos você o conhece.
Confessou a si mesmo
prefiro ter o ouvido do cego e os olhos do mudo
a contemplar a cegueira do ouvido
e a mudez dos olhos.

Cicero Coelho de Escobar
http://caracteresperdidos.blogspot.com
cicero_escobar@yahoo.com.br
Porto Alegre, RS



Se você quiser divulgar neste espaço, envie seu seu trabalho para casadopoeta.stgo@gmail.com com os seguintes dados: nome completo; foto; blog (se tiver); e-mail para contato e cidade/estado.

ATENÇÃO: A Casa do Poeta de Santiago não se responsabiliza pelo conteúdo dos artigos ou pelas idéias expressadas por estes. Os artigos publicados neste espaço são de inteira responsabilidade dos seus respectivos autores, e expressam as idéias pessoais dos mesmos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...